sábado, 12 de novembro de 2011

Socorro bem presente na angústia

“...socorro bem presente na angústia.” Salmos 46.1

Nesses dias que se passaram, tive uma folga e, aproveitei para ir à praia com a minha filha e sobrinha. Rio de Janeiro, calor insinuante, sol de ouro ardente e escaldante, 38 graus. Realmente é, e foi, o dia perfeito para curtir momentos de lazer em família. Tudo lindo e maravilhoso como o nosso Deus fez

Chegamos e nos divertimos, e a certa altura do dia, estávamos eu e minha filha, no mar, furando ondas, brincando. E eu, ali, alegre e feliz, por ter a oportunidade de privar de momentos como aqueles com ela e com minha sobrinha, porque jamais tive essa oportunidade com meu pai. Na verdade, a alegria era muito grande, fizemos uma grande farra, algazarras mil na água, tudo às mil maravilhas. Mas, algo acontecia e eu não estava percebendo...

A coisa estava tão boa e gostosa que nos distanciamos de nossa barraca e não percebemos que entrávamos em uma zona perigosa. Não notei que onde entrávamos, havia uma bandeira do salvamar - que eu já havia visto algumas vezes naquele dia - avisando que ali era um local onde havia muitas valas e, risco de afogamento. E nós dois ali, na maior alegria, na maior farra, nem nos demos conta dos riscos que corríamos e, o belo mar, nos levando, nos arrastando, nos seduzindo naquele incessante vai e vem de alegria e lazer com minha filha. A Bíblia diz que por amor do Senhor, somos entregues à morte todos os dias (Rm 8.46; Sl 44.22).

Foi quando de repente, uma onda mais forte separou as nossas mãos...

Naquele milésimo de segundo, olhei para a minha filha que ia se distanciando de mim e rememorei todas as histórias desses 13 anos que passamos juntos, de cada dorzinha de dente, de cada choro, da alegria do nascimento e, da possibilidade da perda de toda aquela alegria;  não me pergunte como, olhei para todos os lados, inclusive para a areia, em busca de socorro. Mas, pelo jeito não vi a ninguém. Foi algo muito rápido e, ali, realmente eu temi. Imagine o que poderia ter acontecido...mas de repente, ou vi um grito: “-Ei, saiam já daí!”

Era um valoroso guarda vidas, o sargento Lucas, um anjo enviado pelo Senhor. Tranquilamente nos orientou: ”vem batendo os braços, com calma, venham devagar...” Qual não foi a nossa alegria, quando uma providencial e salvadora onda veio em nossa direção, e nos levou de volta à praia. Depois  parei para conversar com o militar e pedir desculpas pela nossa imprudência, e Ele foi nos explicando:  não venham para cá, fiquem para lá, porque eu já estou indo embora.

Já refeito do susto e da vergonha de ter sido imprudente, fiquei meditando, porque aprendi a ver a mão de Deus em tudo. Irmãos, a Palavra nos diz que o Senhor é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente em meio à angústia, como está registrado no Salmo 46.1.  É Ele quem manda o socorro quando mais precisamos;  não quando achamos que não vamos mais suportar a luta. É Ele quem tem os oceanos medidos na palma de suas mãos. Irmãos, somente Ele sabe o quanto podemos ou não suportar.

Parei e pensei: quantos hoje não estão assim, vivendo a vida que acham que agrada a Deus, uma vida dupla que envergonha ao nome de Cristo. E satanás os leva nos prazeres do mundo, lhes dá uma alegria passageira; dá-lhes desculpas na Palavra, na letra da lei “porque a letra mata, mas o espírito é quem vivifica”. É, analise isso, porque quando o cidadão quer pecar, Ele acha desculpa na letra. E inclusive, fica perguntando a 20, 30, 50 pastores para saber se alguém concorda com seu erro, fica atrás de uma palavra do inferno que concorde com o seu pecado. Isso palavra do inferno, porque o verdadeiro profeta de Deus, nunca vai dar uma orientação contrária à palavra de Deus.

 E continuam a folia do momento, os prazeres mentirosos daquela hora...tudo é uma maneira sorrateira de levar ao abismo e, muitos não tem a menor possiblidade de voltar, porque um abismo chama outro abismo (Sl 42.7); muitos não tem uma onda salvadora enviada da parte do Pai; muitos não tem um guarda vidas a postos.

Mas, nos momentos de maior angústia, o Senhor está lá com a sua mão salvadora, pronto a nos abençoar. Ele nos livra na cova dos leões, mas não vai nos livrar dela. Não murmure meu irmão, Deus sabe de todas as coisas, e nada escapa aos seus olhos, pois Ele contempla aos maus e aos bons. Irmãos, Seus olhos estão em todo lugar!!!

A angústia dura só um momento, mas a presença de Deus em sua vida, se você o honrar, é de eternidade a eternidade. Lembro-me de um louvor: “pode a tristeza durar toda a noite, mas a alegria, ela vem ao amanhecer...!!!”

Se você tiver Jesus no barco de sua vida, ele não vai naufragar. Antes, você será guiado às águas tranquilas.

Entregue a sua vida a Jesus agora mesmo, e tenha uma vida de vitória e paz. As circunstâncias virão, mas a vitória é líquida e certa. “Disse Jesus: no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” (João 16.33).

E se o Vencedor está em seu barco, a sua vitória já está garantida.

Renuncie aos prazeres de sua carne, que não podem agradar ao seu espírito e, entregue a sua vida ao Senhor agora.

Ore comigo:

Senhor meu Deus e meu Pai. A tua glória enche a terra e, enche os céus. Pai, em nome de Jesus, estamos em sua presença para confessar todos os nossos erros e pecados, às afrontas e tudo aquilo que não agradou ao seu coração. Pai, não importa a distância, estou de volta aos teus braços, à tua casa e à sua comunhão. Senhor,  quero lhe pedir que perdoe todos os meus pecados, em nome de Jesus!!!

Perdoe os momentos de irreverência, de teimosia e de flagrante desobediência. Pai,  em nome de JESUS escreva o meu nome no Livro da Vida e, derrame em meu coração a tua paz, a paz que excede todo o entendimento.

Quero Senhor, que a partir de hoje, o Senhor me ajude a seguir contigo até o fim, completando a carreira que me é proposta por ti. E me corrigindo e me dando da tua direção quando a luta contra a minha carne estiver renhida. Pai em nome de Jesus, eu quero declarar diante do mundo espiritual que agora eu sou do Senhor Jesus, e eu lhe aceito, Jesus, como único e suficiente Senhor e Salvador de minha vida. Guarda-me em suas poderosas mãos, para a honra, glória e louvor do seu Santo Nome. Em nome de Jesus, amém e graças a Deus.

Se você fez essa oração de coração abeto, se arrependeu de seus maus caminhos, procure uma igreja evangélica perto de sua casa, para começar a sua caminhada. Peça ajuda, peça oração e siga pelo caminho da porta estreita, que á a entrada para a salvação eterna. Será difícil, mas se Jesus Cristo venceu, você poderá vencer também.


Medite nessa palavra, em nome de Jesus:

 “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar. Porque agora escolhi e santifiquei esta casa, para que o meu nome esteja nela perpetuamente; e nela estarão fixos os meus olhos e o meu coração todos os dias.”

2 Crônicas 7: 14-16

Com amor, Washington Santos.